segunda-feira, 5 de março de 2012

Inconveniências (ou coisas que me fazem passar da marmita)

O facto de eu, mesmo sem querer, conseguir ouvir as conversas dos meus vizinhos, não me dá o direito de, ao cruzar-me com eles nas escadas, tocar no tema da conversa, dando a entender que estive a ouvir tudo, pois não? Claro que não. O facto de morar num prédio com paredes finas onde não se consegue ter certo tipo de privacidade é, já por si só, uma situação chata, mas mais chato ainda é quando alguém nem faz questão de fingir que não ouve e, mais que não seja por uma questão de educação, tentar dar-nos a ilusão da tal privacidade. 

Ora isto também se pode aplicar às redes sociais. Já que as paredes estão cada vez mais finas, ao menos que quem lá anda tenha um pouco de bom senso, e não vá a correr bater à porta do vizinho para lhe dizer o que achou da conversa que, supostamente, ouviu sem querer.

21 comentários:

  1. Tchi, total falta de noção. Lá em casa também oiço muita coisa que preferia não ouvir, mas não vou continuar conversa em que não sou tida nem achada em vão de escada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Izzie, a casa foi só um exemplo. O problema mesmo é com as redes sociais, neste caso, com as pessoas que lá andam e que perdem a noção de inconveniência.

      Eliminar
  2. Isso vai da boa educação das pessoas...

    ResponderEliminar
  3. Começa a fazer planos para te mudares para uma vivenda :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jedi, reforço o que disse à Izzie:)

      Eliminar
  4. As vezes deito as mãos ao céus depois de ler certas coisas que se passam nas redes sociais. Completa falta de noção.

    ResponderEliminar
  5. Se querer cuscar, cusquem discretamente.

    ResponderEliminar
  6. Caraças, a pessoa tão interessada, tão envolvida, com um espírito comunitário tão bonito, tão romântico e tu vens falar em privacidade? ;) Era simpático convidares para a pessoa se juntar à conversa para a próxima!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão, Mary Jane, sou uma desmancha prazeres, uma tristeza...:)

      Eliminar
  7. Bom senso e noção da circunstância são precisos... urgentemente!

    ResponderEliminar
  8. Eu odeio quando as pessoas se metem em certos assuntos. Por vezes até é para tentarem saber mais, só mesmo numa de cuscos.

    ResponderEliminar
  9. Eu não ligo nada a isso... deixa falar senão ainda morre, heheheh ;)

    ResponderEliminar
  10. Respeitar a privacidade das pessoas é uma questão de respeito, é uma questão humanidade. Também é uma demonstração de valor de vida. Podemos ainda acrescentar que é uma atitude ética. E é o que mais falta na atualidade, respeito a vida das pessoas. E sei que podemos fazer melhor do que estamos fazendo até agora!

    ResponderEliminar
  11. De facto, as paredes estão cada vez mais finas, infelizmente.

    ResponderEliminar
  12. Sabes...
    Nos dias que correm a radio alcatifa passou a ser a rádio virtual... e o respeito por terceiros baixou drasticamente...

    O mundo actual considera que privacidade não existe e que temos o direito... se assim o entendermos... de mostrarmos ao mundo que algo não está conforme... segundo o nosso entendimento...

    Entendo o que dizes relativamente à tua privacidade privada nomeadamente nas redes sociais... para mim é ainda mais critico quando a nossa vida privada... e a de terceiros... vem espelhado nas noticias e nas manchetes apenas porque um jornalista se achou no direito de discordar com algo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu Mesma, a questão é que eu nem me queixo muito da falta de privacidade nas redes sociais (até porque tenho o cuidado de não expor nada muito privado), porque se assim fosse, e caso isso me chateasse muito, eu deixava de as usar. O que me chateia mesmo é o comportamento de certas pessoas, não tanto pelo facto de irem bisbilhotar isto ou aquilo (toda a gente o faz, de uma maneira ou de outra), mas pela cara de pau de virem falar no assunto. Querem bisbilhotar, andar atrás dos nossos comentários, façam-no à vontade, mas calados.

      Eliminar
  13. É a cusquice que certas pessoas adoram...

    ResponderEliminar