sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Seis anos

Em Dezembro de 2005 criei o meu primeiro blog, o "Vodkas e Caipirinhas". Foi o blog mais pessoal que tive, o menos filtrado e, sem dúvida, o que mais gozo me deu escrever. Ali não existia falta de inspiração, não existiam textos em rascunho que depois eram apagados, nem sequer havia a preocupação com o que podia ou não mostrar. Era eu, sem roupa. Provavelmente, as pessoas que o seguiram, e aquelas que acabei por conhecer nessa altura, são as que melhor conseguem entender tudo o que escrevo hoje.

A blogosfera era diferente e a minha postura perante ela também. A minha vida era uma espécie de livro aberto e eu estava sempre disponível para tudo o que fosse jantarada e eventos de bloggers. Fazendo as contas por alto, ao longo dos primeiros 4 anos, conheci para cima de 60 pessoas. Algumas delas, acompanham-me até hoje a nível pessoal. Passaram a fazer parte dos meus dias, conheceram os meus amigos, família até, e hoje, muitas vezes, já nem me lembro que são bloggers e que foi por esse motivo que os conheci. Outros foram ficando pelo caminho, ou porque não houve mais oportunidade de os voltar a encontrar, ou porque simplesmente não é suposto. Outros ainda, e apesar do pouco contacto, continuam a ser pessoas por quem guardo um enorme carinho. Sim, porque a blogosfera tem gente muito boa, gente valiosa, gente que vale mesmo a pena conhecer.

Neste últimos dois anos reservei-me mais. Deixei de alinhar nessas jantaradas, nessas saídas em massa, e passei a seleccionar mais a quem me mostro. A blogosfera mudou e com ela mudou um pouco a minha postura. A minha vida deixou de ser um livro aberto, os meus blogs foram ficando cada vez mais filtrados e eu deixei de estar disponível para qualquer pessoa. Mesmo assim, continuo a achar que ainda existe muita gente que vale a pena e são esses que, de uma forma ou de outra, eu vou deixando entrar no meu mundo real. Sim, porque eu não sou nenhum bicho do mato e gosto de conhecer pessoas, seja através dos meus amigos, no café da esquina, na discoteca ao fim-de-semana, ou aqui. Gosto de pessoas, venham elas de onde vierem.

Podia dizer que o melhor de ter um blog é escrever nele. Não é. Para isso, tenho as centenas de textos que escrevo e guardo para mim. O melhor de ter um blog é a partilha, por vezes nem tanto dos posts em si, mas das ideias, das experiências, das brincadeiras até (querido facebook!) que chegam em off. Entendo perfeitamente, e respeito, quem prefere manter uma postura fechada por trás de um blog, mas eu sou uma pessoa de laços, e gosto dos laços que aqui tenho criado. São eles que têm feito estes seis anos de blogosfera valer muito a pena.

24 comentários:

  1. Também já ganhei muito por querer conhecer as pessoas que me lêem e que eu leio. Isto tem os seus defeitos, mas também consegue ser um mundo fantástico.
    Gostei muito deste texto. Mais uma coisinha a saber sobre TI (ainda estou a habituar-me a isto de tratar por tu).

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Sim...
    Existem pessoas fantásticas na net mas... tb existem muitas pessoas que mais valia nem existirem...

    contudo e para mim... tem sido uma experiência fantástica :)

    ResponderEliminar
  3. Eu sou muito novinha na blogoesfera, comparando. Ainda não conheci pessoalmente ninguém. Na verdade, acho que a pessoa com quem tenho mais contacto mesmo que virtual é contigo. Nunca pensei bem no assunto de conhecer outras pessoas. Mas pensando agora, gostava. Sem dúvida que sim. Há blogs e pessoas, ideias e conceitos que se identificam muito comigo e com o sonho de ter determinados amigos junto ao meu círculo.
    Para variar, ou não, escreveste mais um texto muito fantástico. Bjs

    ResponderEliminar
  4. Já conheci pessoas que só tinha contacto via net e hoje são pessoas do coração...mas sou sincera, não o faço com muita gente!! Mas sim, ainda há gente boa por aqui :)

    ResponderEliminar
  5. Sim, a blogoesfera evoluiu, nem sempre no melhor sentido. Mas é como um qualquer sistema "vivo". Requer adaptação ;)

    ResponderEliminar
  6. Só isto: um abraço e um sorriso :)

    ResponderEliminar
  7. Lembro-me bem desse cantinho. Na época, anda em paragens tropicais... :)

    ResponderEliminar
  8. Comigo tem valido muito a pena! Uma ou outra chatice mas nada que valha a pena perder tempo com.
    Tenho que te dar os parabéns. Seis anos é muito bom! :)

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  9. 6 anos! eu adoro o que por aqui escreves, tens realmente muito jeito. és um dos meus (poucos) blogs preferidos, dos uqe são mesmo especiais. parabéns!!!

    tem um excelente fim-de-semana

    ResponderEliminar
  10. É dose... mas infelizmente não te acompanho há tanto tempo.
    Digo infelizmente porque certamente iria ver outra blogger, mais desinibida... whatever.
    Conheci a Ana do Guee So e gosto da Ana como ela é!

    Quanto ao resto... tens toda a razão.
    Posso assinar por baixo quando dizes que a magia disto tudo é a partilha. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Parabéns pelos 6 aninhos!
    Que venham mais 6 assim, tal e qual como és! :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Infelizmente a blogosfera é também feita de gente descompensada e desequilibrada, gente essa que por vezes disfarça muito bem aquilo que é. São pessoas que falam com as outras, que parecem normais, mas que depois em certo ponto demonstram o seu lado mais patológico. Por saber que há pessoas assim na blogosfera, camufladas, prefiro deixar a blogosfera na net e nada mais. Apesar disso tudo não deixo de sentir alguma simpatia ou até amizade por um grupo não muito alargado de bloggers. São pessoas que apesar de só os conhecer da blogosfera, se precisassem de alguma coisa que eu os pudesse ajudar, certamente o faria. Mas mais que isso não, há gente muito doida na blogosfera... como diz o outro, "eles andem aí".

    Parabéns pelos 6 anos!

    ResponderEliminar
  13. Duas das minhas melhores amigas conheci nos blogues... uma, há quase três anos... outra, há ano e meio. Gosto muito das duas. Não as vejo tanto como gostaria, porque moram perto de Lisboa, mas gosto imenso delas e sei que são pessoas leais e verdadeiras.

    Eu gosto de escrever, gosto de desabafar, mas gosto ainda mais de saber que certas pessoas, com quem simpatizo, me lêem. Os laços são muito bonitos, mesmo na blogosfera.

    ResponderEliminar
  14. eu sou das pessoas que preferem 'esconder-se' atrás das moitas :) :)
    e só conheço a Ana há poucos meses, mas não desgrudei mais daqui ... parabéns**

    ResponderEliminar
  15. Ah! Procurei no google o vodkas e caipirinhas mas nada aparece.

    ResponderEliminar
  16. Sinceramente não sei há quanto por cá nado, mas deve rondar os 4 a 5 anos. Tal como tu, já conheci boa gente (TU!) e gente que me passou ao lado. De uma forma ou de outra, é realmente limitador o facto de darmos a conhecer um espaço de desabafo a pessoas que partilham o nosso dia-a-dia, por isso cada vez escrevo menos. Quando quero escrever algo, penso 2 vezes e na maioria das vezes desisto. Estranhamente, e tu sabes bem as coisas que já vivi e escrevi, tenho no meu namorado o maior fã, que me cobra pelo facto de demorar muito a escrever qualquer coisa. A verdade, é que já vivi mais em função do blog, para mim era uma droga que tinha de injectar diariamente. Hoje, não é, mas também não me consigo livrar dele.

    ResponderEliminar
  17. I Concurso Online de Escrita!

    As primeiras Fichas de Inscrição já foram distribuídas MAS ainda há vagas...

    FALTA 1 MÊS!!!

    Concorre também. Boa sorte...

    http://escrita-online.blogspot.com
    c.escrita.online@gmail.com

    Divulga esta iniciativa

    ResponderEliminar
  18. espumadosdias:

    O Vodkas e Caipirinhas terminou em Junho de 2007. Ainda esteve online mais uns 2 meses, mas depois foi definitivamente apagado pelo Sapo, a meu pedido.

    Allie:

    Tu ainda acompanhaste o Vodkas durante bastante tempo, por isso diria que andas por cá há uns 5 anos, pelo menos.

    ResponderEliminar
  19. Um texto que fala de partilha... de textos e de pessoas!
    Comecei um pouco antes,,, em 2004!
    E tive a sorte de conhecer realmente pessoas excelentes!
    Também me deixei de ir a esses encontros!
    ... outros tempos! Tudo tem o seu tempo (é como dizes...)!

    ResponderEliminar
  20. Estou totalmente de acordo contigo, o blog é partilha... Se fossem meramente textos, guardavamos só para nós.

    Mil pétalas...

    ResponderEliminar
  21. Adorei o texto, mais uma vez!
    Eu, por aqui não tenho razões de queixa, acho esta comunidade fantástica. Fiquei amiga de uma pessoa com quem falo todos os dias e desabafamos sobre tudo. É giro...gosto de conhecer pessoas embora sempre de pé atrás!

    ResponderEliminar
  22. Pessoañmente, quando me iniciei nestas lides, sempre pensei que ia simplesmente publicar, ler e comentar blogues... mas depressa percebi que se torna inevitável ir um pouco além disso! Parabéns pela marca e modo de pensar! :p

    ResponderEliminar
  23. Eu ando na blogosfera desde 2007 e, tal como tu, já me expus mais. Actualmente estou numa lógica de q.b., com a qual me sinto muito confortável. Há textos que escrevo e partilho, outros que escrevo e que guardo apenas para mim.
    Tão simples quanto isso.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  24. Genial! Vou referência-la no meu blogue :)

    ResponderEliminar