quinta-feira, 31 de março de 2011

Para ti, para mim, para nós

Nunca vais conseguir agradar a todos. Vai haver sempre alguém que te acha uma idiota, que se ri das tuas ideias, que troça do que dizes, que te acha burra, fútil ou arrogante. Vai haver sempre alguém com um dedinho pronto para apontar na tua direcção, faças o que fizeres, e com a língua afiada e ansiosa para te derrubar com ofensas, intrigas e provocações. E vai haver sempre alguém que simplesmente te ignora, te acha desinteressante e vazia, e nem sequer perde tempo contigo.
Depois estão aqueles que te adoram, que concordam com tudo o que dizes, que acham que estás sempre certa, que te põem lá em cima com mil elogios à tua inteligência, esperteza, perspicácia e jeito para usar as palavras.  Aqueles que nunca te contrariam, que te seguem como se fosses uma espécie de religião nunca posta em causa, que te defendem com unhas e dentes e todas as armas que tiverem mais à mão, mesmo que estejas errada.
Mas nem sempre é 8 ou 80. Também há aqueles que te olham sem te encher de rótulos. Nuns dias acham-te meio disparatada, nos outros acham que acertaste em cheio. Hoje não concordam nada com a tua conversa da treta, mas amanha vão sorrir ao ler os teus pensamentos. São aqueles que te aceitam com o teu lado estúpido, porque também reconhecem o teu lado lúcido. Para esses és humana, és pessoa. Tens dias de perfeita futilidade, e dias em que pareces tocar as almas mais profundas. Não és sempre boa, nem és sempre má. És tu, e até gostam de ti assim.

Agora cabe-te a ti decidir a quem dás mais importância.

26 comentários:

  1. Post magnifico, como sempre :)

    ResponderEliminar
  2. Como li, há alguns anos algures, não preciso de um amigo que muda quando eu mudo e que concorda quando eu concordo. A minha sombra faz isso muito melhor.

    Por isso, sem dúvida nenhuma dou mais importância aos últimos que descreveste.

    ResponderEliminar
  3. Gostei porque...
    "Não és sempre boa, nem és sempre má. És tu, e até gostam de ti assim." ...

    é verdade...
    só não entendo porque é que exigem que sejamos sempre perfeitas....

    beijos

    ResponderEliminar
  4. Devido a cenas recalcadas da minha juventude ainda dou importância a opiniões de pessoas idiotas. Mas estou muito melhor e hei-de chegar ao ponto ;)

    ResponderEliminar
  5. E depois ainda, temos os dias em que damos mais valor ao 8, outros em que damos valor aos 80 e os em que damos valor aos equilibrados, assim-assim...

    É assim a vida!

    ResponderEliminar
  6. Eu prefiro acima dos outros os que são sinceros os que te vêm como humana, com dias bons e maus. Mas sim dependendo do nosso humor damos mais ou menos importância a esses 3 personagens. Acho triste quando não se tem os últimos, porque ou vives na ilusão de que és muito bom ou de que és muito mau, nunca podes Ser, apenas.
    O que mais me irrita é que a maior parte das pessoas não sabe aceitar as que as consideram humanas e por vezes discordam delas, só ficam a perder.

    ResponderEliminar
  7. Mais um excelente post!
    Eu dou importância áqueles que me reconhecem como pessoa, com coisas boas e más.

    Kiss :)

    *****

    ResponderEliminar
  8. Uau...Sim Senhora.Gostei imenso e dou-te toda a razão.Por vezes damos por nós a querer agradar a tudo e todos, esquecendo o que nós próprios somos...Pessoalmente sou agradável, gosto de agradar e quando devo ser desagradável, sou. E espero que façam o mesmo.Detesto o cinismo e a falsidade. Se não gostam, não gostem, se eu não gosto, não gosto.Eu sou assim e não mudo para nada nem ninguém.Adapto-me às situações e às pessoas e continuo a ser o mesmo sem me preocupar em ser assim para uns ou "assado" para outros...

    ResponderEliminar
  9. Como dizia o Kennedy (antes de lhe meterem uma bala na cabeça, claro), 10% dos americanos estão sempre contra tudo. O que isto significa? Segue as tuas convicções, não te preocupes com unanimidades.

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  10. Prefiro quem me vê de olhos bem abertos... quem me critica quando mereço ser criticada e quem me elogia quando mereço ser elogiada.

    ResponderEliminar
  11. Quando ouço demasiados elogios e palmadinhas nas costas desconfio sempre, detesto isso. Gosto dos normais, que me chamam a atenção quando preciso e estão lá para dar abraços quando mereço.
    Gosto de pessoas normais. :)

    ResponderEliminar
  12. Eu avisei-te para não me pores lá no topo... eu avisei...

    ResponderEliminar
  13. Eu não quero ser totalmente perfeita nem totalmente imperfeita. Anseio sempre conseguir ser perfeita no meio da minha imperfeição.

    ResponderEliminar
  14. Concordo com o Bloguótico, para nós! Quem não se revê neste post? Gostei muito!! :)

    Uma beijoca

    ResponderEliminar
  15. Adorei! Fantástico mesmo... Prefiro sempre que sejam sinceros comigo!

    Beijooo***

    ResponderEliminar
  16. Brutal, Ana, formidável mesmo!
    Este mundo está repleto de gente insana mas infelizmente que existem boas excepções. E porque motivo desejariamos nós andar na mó de baixo ou sujeitarmo-nos a isso? Sermos nós, autênticos, sempre, acreditarmos em nós, gostarmos de nós. Com isto chegaremos a algum lado, concerteza!
    Beijinhos,
    Sofia

    ResponderEliminar
  17. Ana,
    és muito complicadinha, Mulher!
    Dás demasiada importância à opinião dos outros... eu por exemplo não dou importância ao que dizes. ;-)))

    O que eu penso? ... guardo-o para mim. ;-)

    O tempo está formidável não está?
    Bom fim-de-semana. :-)
    Beijinhos (entre os 8 e os 80)

    ResponderEliminar
  18. JP:

    Pela primeira vez eu meti uma etiqueta num post exactamente para não haver esse tipo de confusão.
    Não estou a falar de mim, homem!!Estou a falar da blogosfera em geral e do que ando a "ler" por aí.

    Mas pronto, tens desculpa, andas sumido:-)

    Beijos

    ResponderEliminar
  19. Adoro os teus tiros certeiros!
    Realmente nem 8 nem 80! Mas há sempre algo a apontar...

    ResponderEliminar
  20. Em primeiro lugar, devemos dar mais importância a nós, às nossas ideias, às nossas acções. Os outros... bem, os outros são os outros e possivelmente fazem o mesmo: dão importância a eles, em primeiro lugar. Por isso é normal que seja difícil estarmos sempre de acordo com o que dizem de nós.

    P.S. Cara "vizinha", só ontem dei por essas obras (na rua do CAC), porque raramente passo aí. Fujo da Pon..nha como o diabo da cruz e ontem dei palas obras porque fui fazer exames ao H. da Luz e subi pela "Úria" em direcção ao Bairro P. C. e reparei que o trânsito estava interrompido lá em cima.
    Mas aquele semáforo ao cimo da rampa da Escola, é "mêmo" a prova de inteligência dos nossos autarcas.
    Eu ia ali com dois pretos e numa semana resolvia aquele "imbróglio" eheheh.

    ResponderEliminar
  21. Para mim todos eles são importantes. Uns mais, outros menos, mas é das nossas experiências que crescemos e todos eles contribuem para isso.

    PS: Obrigado pela visita la no cantinho:)

    ResponderEliminar