segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Metaforicamente falando...

... deixem lá ver se eu percebo bem a coisa:

Como há muita gente a passar fome por esse mundo fora, eu não posso ou não devo reclamar do bife mal passado ou das batatas mal cozidas que me pôem na mesa, é isso?

Ah...


33 comentários:

  1. há muita gente a querer regular o que uma pessoa diz ou deixa de dizer. são pessoas sem noção do ridículo.

    ResponderEliminar
  2. O que tem o cú a ver com as calças?! :S

    ResponderEliminar
  3. Vera:

    Pois, a mim também não...



    Afectado:

    Sem noção do ridículo e da realidade.


    A minha essência:

    Parece-me que não nos podemos queixar das coisas que temos porque há quem não as tenha. Por exemplo, se temos um namorado/marido, temos de aceitar tudo o que ele faz ou diz com um grande sorriso, porque há quem não tenha ninguém. Se temos um emprego, temos de nos sujeitar a tudo de boca calada, porque há quem esteja desempregado. Se estamos cheios de frio, também não nos podemos queixar, porque há quem não tenha um tecto para se abrigar. Estás a ver a ideia?


    Ju,

    Pelos vistos, absurdo é o pessoal queixar-se de "barriga cheia".

    ResponderEliminar
  4. Queixamo-nos muito. A mim custa-me muito deitar comida fora.

    ResponderEliminar
  5. a espuma dos dias:

    E comes tudo o que te põem à frente? Mesmo que não gostes ou não esteja em condições?

    (e não, nem o meu post e nem este comentário é sobre comida)

    ResponderEliminar
  6. Ficam sempre bem esses laivos de Madre Teresa mesmo quando não se pratica o que se apregoa...

    ResponderEliminar
  7. Aqui na tasca, a comida dura 3 dias e se ninguém a comer põe-se à venda. Aproveita-se tudo!

    ResponderEliminar
  8. Sim... estou a ver a ideia, mas vai contra a minha maneira de ser e de estar! :S

    Beijo

    ResponderEliminar
  9. S*,

    Ou para quem se acha melhor que os outros todos.


    Cat,

    Ora pois fica. Eu gostava de ver era depois na prática.


    Taberneiro,

    Tu tens de me dizer onde fica a tua tasca para ver se não ponho lá os pés:-)


    A minha essência,

    E contra a minha:-)

    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Mas ninguém te diz que deves reclamar à vontade do teu bife mal passado porque afinal há por aí uns quantos a comer bifes wagyu?!... mania de nivelar por baixo...

    ResponderEliminar
  11. Era só o que faltava...
    Pode haver esse fenomeno (infelizmente cada vez mais).
    Mas não é por comeres (e calares) comida que não esteja em condições que isso muda!!...

    Logo... a expressão "cala-te e come" não se aplica aqui! :)

    ResponderEliminar
  12. Pronúncia:

    Ora aí está! Eu até posso ter um bife na mesa, mas enquanto não for um wagyu (ou pelo menos um que me saiba a algo do género) posso e devo reclamar o quanto eu quiser.

    ResponderEliminar
  13. LionMaster:

    A questão é essa mesma. E pondo a comida de parte (porque não é esse o assunto), eu não tenho culpa daquilo que os outros não têm, por muito que possa lamentar certas situações. Se alguma coisa me desagrada, eu reclamo, queixo-me, faço "barulho". Nem sempre posso mudar alguma coisa, mas posso e devo indignar-me. Não vou engolir qualquer porcaria em nome daqueles que nem uma porcaria têm para engolir.

    ResponderEliminar
  14. Para estes engraçadinhos, resta perguntar por que não prescindem da net, que só lhes serve para escrever baboseiras e doam as mensalidades, boa?

    ResponderEliminar
  15. Mac,

    Boa pergunta, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  16. Reclama rapariga, queixa-te, faz barulho, grita, põe o teu olhar congelante....looool

    Depois tira uma foto e manda :P

    ResponderEliminar
  17. Claro que deves reclamar, ainda se soubesses que comias o bife assim, ou as batatas e matavas a fome as pessoas.. Agora assim, e desculpa a expressão, mas o cu não tem nada a ver com as calças :)

    ResponderEliminar
  18. infelizmente é assim que funciona a populaça de Portugal se há gente de chinelas todos tem de andar d chinela se há gente com fome todos devem passar fome em solidariedade com esse.
    nao ligues, ligando é pior faz-te mal deixa para lá come o teu bife e saboreia e reclama deixa a populaça falar. kis :):)

    ResponderEliminar
  19. Acabaram as férias...

    Acho bem!

    *

    ResponderEliminar
  20. Jedi Master,

    Não tenhas dúvida disso!
    (do reclamar, não da foto:-)


    Eu Mesma,

    Convenço-me que sim...

    Shiine,

    Pois é, eu não posso fazer resolver os problemas dos outros, mas posso reclamar dos meus. E cada um com os seus.


    Avogi:

    Mal não me faz, nenhum:-)

    ResponderEliminar
  21. Miguel:

    Não tenhas tanta certeza disso. Isto dá-me de repente mas passa depressa. Já lá vão 2 dias, já viste?:-)

    ResponderEliminar
  22. Aí é?!?! Agora não podemos?! É que não sabia que já tínhamos chegado a esse ponto... Qualquer das maneiras, é que nem vale a pena... gente parva.....

    ResponderEliminar
  23. òohh qUERIDA

    Parece-me que andas a comer é em maus restaurantes.
    Foda-se os portugueses andam cada vez mais estupidos. De um bife de merda fazem uma questão ideologica.
    Xiça

    Baixa tensão

    ResponderEliminar
  24. Not really! Podes sempre reclamar, é um direito que te assiste!

    ResponderEliminar
  25. Anónimo/a:

    O título deste post é "metaforicamente falando", o que significa que o post é todo ele uma metáfora (consultar dicionário s.f.f), o que por sua vez significa que eu não estou realmente a falar de bifes, nem de comida, nem de restaurantes.

    ResponderEliminar
  26. Aí está uma coisa com que eu embirro. Até parece que isso mata a fome a alguém loool.
    Quando era mais novo e almoçava na cantina da empresa, guardava sempre o pão para o lanche. Como era um pão assim meio "merdoso", à hora da "buxa" comia a côdea e fazia bolinhas com o miolo, que atirava aos colegas.
    Dizia uma velhota: estás a deitar o pão fora? Deus queira que um dia não te faça falta.
    - Oh senhora, se um dia me fizer falta já está mais duro do que um corno, coma-o você. Ahahahahah

    ResponderEliminar
  27. Bem, eu gosto de bife mal passado:) Costumo é reclamar quando está bem passado.
    Tu reclama mulher... não te acanhes!

    ResponderEliminar
  28. eu sou a favor de agradecermos as coisas boas em vez de nos queixarmos pelas menos boas :)


    www.atelierizzy.blogspot.com (bijuteria/artesanato)

    ResponderEliminar