quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Gente estranha

Para mim, o problema de quem diz que não se arrepende de nada na vida, é não gostar de admitir que já errou, que nem sempre tomou as decisões certas, que agiu por impulso e fez merda, que não sabia, que não podia adivinhar. Pessoas que dizem que não se arrependem de nada, para mim, são estranhas. Porque não existem pessoas perfeitas - e só sob uma capa de perfeição se pode gostar de tudo o que já se fez ou já se disse - o arrependimento é humano e saudável. Aceitar os nossos erros é uma coisa, dizer que não os lamentamos é outra. Sentir arrependimento não é ficar a olhar para trás, é sabermos que, se pudermos, se tivermos novamente a oportunidade, faremos diferente. E negar isso é burrice, ou masoquismo. E os masoquistas, para mim, são estranhos.

14 comentários:

  1. Embora entenda o teu ponto de vista, eu também reconheço que já errei, sei que fiz porcaria e arquei com as consequências. Podes achar-me uma pessoa estranha, eu acho-me pragmática: fiz merda, tá feito, arca com a consequência, mete no saco e siga para bingo. Não me arrependo de nada, porque todos os erros que cometi ajudaram-me a crescer e a tentar pelo menos, não voltar a cometê-los.

    Um beijinho :)

    Jo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas dizes que voltavas a fazer tudo de novo?

      Eliminar
  2. hummmm
    Eu estou numa fase em que digo (e sinto) que não me arrependo de absolutamente nada do que fiz na vida.
    Com isto não quero dizer que tomei sempre as decisões certas.... bem pelo contrário! Sei que errei, sei onde errei e estou a tentar melhorar-me.
    A minha questão é que admito os meus erros e considero que eles fazem parte da minha história.... mais do que isso, considero que eles fazem de mim, a pessoa que sou hoje. E sendo que eu gosto da pessoa que sou hoje, pareceria estranho (pelo menos do meu ponto de vista) que eu me arrependesse do que me "criou".

    Mas lá está! Este é o meu ponto de vista..... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofia, eu também sou o resultado dos meus erros, e das coisas certas também, claro. E gosto do que sou hoje, mais do que gostava daquilo que era há 10 ou 15 anos. Mesmo assim, e mesmo não sabendo que pessoa seria agora, não voltaria a fazer muita coisa pelo facto de hoje saber que foi errado.

      Eliminar
    2. Com o objetivo de ser a pessoa que sou hoje? Sim faria tudo de novo! Só depois de ter cometido estes erros é que estou aqui. E aqui é onde eu quero estar.

      Lá está, pode parecer estranho....

      Eliminar
  3. uma amiga diz: das duas uma, ou falta vergonha ou falta caráter... mas eu tenho uma visão diferente, n se arrepender por no momento ter feito o melhor q pôde e conseguiu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez, mas isso não me reconforta.

      Eliminar
  4. Quem nunca se arrependeu de nada é sinal que nunca aprendeu com os erros e por isso, mais tarde ou mais cedo acaba por os repetir...

    ResponderEliminar
  5. Eu já me arrependi, mesmo bem arrependida de ter acreditado nos padrões normais da sociedade e como tal ter confiado cegamente na minha mãe enquanto a minha intuição me dava murros no estômago. Errei por querer acreditar no que era moralmente aceitável, quando tinha a verdade em minha frente fingi que não vi e caramba arrependo-me tanto. É verdade senão fosse esse erro eu não seria o que sou hoje mas arrepender-me é aceitar, aprender e nunca mais o voltar a fazer. É uma lição dada pelas consequências dos nossos erros.

    ResponderEliminar
  6. Em relação aos erros que fiz até hoje, vou te ser sincero, não me arrependi nem me lamentei!. Mas se me arrempender e achar que devo confessar.. não tenho problemas nisso. Mas até agora... tasse bem :)

    ResponderEliminar
  7. Os nossos erros quando relativizados e vistos à sombra do passado muitas das vezes até podem ser coisas muito engraçadas. E sim, uma pessoa muito certinha e que nunca se arrependeu de nada pode ser verdadeiramente aborrecida.

    ResponderEliminar
  8. Eu acho que toda a gente já se arrependeu pelo menos uma vez na vida, eu pelo menos já me arrependi de algumas coisas, mas agora é viver com isso.

    ResponderEliminar
  9. eu já me arrependi de muita coisa que fiz e disse; já me arrependi de muitas coisas más que pensei sem fundamente e de julgar errado que não devia... mas também já me arrependi de não falar na altura certa, de não ter tido coragem num ou dois momentos da minha vida ... e mais, arrependo-me das vezes em que ainda não fui capaz de mostrar arrependimentos de coisas que disse e não devia ter dito e, como tal, ter magoado que não devia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arrependermo-nos de não ter mostrado arrependimento é dose dupla. Também já me arrependi disso.

      Eliminar