quinta-feira, 10 de maio de 2012

Porque isto não serve só para usar chapéu

A impulsividade é uma coisa muito bonita, muito sincera, muito espontânea, muito "quem quer faz e não olha para trás", até chegarmos àquela fase em que percebemos que, afinal, pensar dez ou vinte vezes antes de fazermos alguma coisa nos dá melhores noites de sono. 
Já fui muito impulsiva. Não deixava passar tempo nenhum entre o querer e o fazer, entre o pensar e o dizer. E orgulhava-me disso, achava-me uma corajosa.

Hoje em dia, orgulho-me de conseguir deitar a cabeça na almofada e, em poucos minutos, ferrar a dormir, horas e horas seguidas.

25 comentários:

  1. Ser impulsivo é bom quando somos adulescentes, mas em adulto torna-se um defeito.

    ResponderEliminar
  2. Sou muito impulsiva. Já fui mais, é um facto. Agora tento controlar-me. Mas nunca o considerei uma qualidade. Sempre me trouxe muitos dissabores.

    ResponderEliminar
  3. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Tudo o que é em demasia, estraga. Um pouco de impulsividade faz bem à. Pensares SEMPRE 100 vezes antes de dizeres ou fazeres, teres sempre tudo planeado ao pormenor não abre espaço para qualquer alteração. É como se tivesses duas palas.
    Impusilvidade, sim. Pensar nas coisas também. Cada uma na sua medida.

    ResponderEliminar
  4. durante muito tempo eu "reagia"
    Não era ser muito impulsivo, era eu pensar e fazer logo no momento, a quente. se me arrependi? Oh crap, I did.
    Ser impulsivo é uma coisa da minha personalidade, como é de muita gente, o que não é desculpa para não saber controlar a impulsividade, e ponderar muito bem as coisas. Aqui há uns anos tenho estado a aprender a fazê-lo. não quero ficar "noites inteiras a dormir" contento-me com não responder imediatamente com acções ou fazer logo aquilo que me passa na corneta, porque muitas vezes se tivesse pensado melhor nalgumas coisas que fiz não as teria feito. quanto ao que digo é toda outra história, e aprendi muito bem a controlar me e a dizer o que acho que tem mesmo que ser dito. resumindo, arrependo me das coisas que faço, muito mais que das coisas que digo xD

    ResponderEliminar
  5. Sentimento semelhante por aqui. Muita impulsividade e agitação inquietam muito mas nada resolvem.

    ResponderEliminar
  6. Também já fui mais impulsiva. Agora sou-o às vezes, nem sempre é possível controlar. E gosto muito mais assim, estou mais ponderada. :)

    Beijinho ♥

    ResponderEliminar
  7. Consciência sem peso é do melhor que pode haver. Sou um pouco medrosa... mas é bom. Ao menos não me precipito.

    ResponderEliminar
  8. Eu também me tenho tornado mais ponderada com a idade. Acho que em determinadas alturas, até pondero demais! :)

    ResponderEliminar
  9. Repetindo a Ju...chama-se maturidade!

    ResponderEliminar
  10. Eu sou impulsiva, directa no que digo, mas já fui mais,e mesmo nos actos. Agora tento controlar-me. Um dos meus defeitos/virtude é ser directa com as pessoas, às vezes até demais...mas estou mais controlada...

    ResponderEliminar
  11. Também já fui muito impulsiva. Mas não me orgulhava muito. Foi por isso que fui moderando. E às vezes come-me por dentro, naqueles momentos em que nos apetece dizer tudo e mais alguma coisa. Mas é melhor esperar que passe, para dizer o certo.

    O tempo é assim, ajuda.

    ResponderEliminar
  12. Sim, infelizmente, o ser impulsivo nem sp é a melhor opção.
    Eu até sou mto ponderada nas coisas importantes e nas decisões, mas nas reacções imediatas, nas resposta (na ponta de língua) nas coisas mundanas tendo a ser (ainda) mto impulsiva...q fazer, tenho a língua maior do que a boca... :)

    ResponderEliminar
  13. É mais inteligente guardar essa impulsividade para a hora certa.O ser ponderado nunca fica mal...

    ResponderEliminar
  14. Maturidade, sem dúvida! E inteligência!
    Cumprimentos :)

    ResponderEliminar
  15. Ana....
    Nem mais....
    Eu já fui muito impulsiva e muito destemida até que a vida me obrigou a ter um tempo de paciência numa determinada situação...

    Ainda hoje me relembro daqueles 3 meses de paciência...
    Ainda hoje sei se tivesse sido impulsiva tinha perdido a guerra... assim... ganhei a batalha e sai vencedora..

    Agora..
    Com calma e com menos impulsividade... pareço um bebé a dormir :)

    ResponderEliminar
  16. Sinceramente, também já fui muito mais impulsiva, acho que isto muda com a idade e com a maturidade.

    ResponderEliminar
  17. Humm eu penso muito rapido e tomo as decisões quase na hora. contudo, existem sempre algumas que ficam para depois.
    Mas... não me lembro assim de nenhum dia que o sono me tenha fugido! :)

    ResponderEliminar
  18. Já fui mais impulsiva, o tempo tem-me dado alguma calma e serenidade... quanto às horas de sono é mais complicado, isto de sofrer insónias é grave. :)

    ResponderEliminar
  19. Como te percebo. A impulsividade raramente traz algo de bom. As pessoas no geral n sabem lidar com isso. O segredo está em ser "impulsiva" interiormente mas transmitir calma. Ficamos todos a ganhar!

    beijinhos


    SUNRISE - Autora do blog THE NEW BLACK IS

    [http://newblackis.blogspot.pt/]
    [https://www.facebook.com/TheNewBlackIs]

    ResponderEliminar
  20. ainda bem que dormes descansada todas as noites

    ResponderEliminar
  21. A idade faz isso, eu tb era muito mais impulsiva, agora não... e é melhor assim ;)
    bjs*

    ResponderEliminar
  22. Às vezes de tanto se dar com a cabeça na parede, salvo seja, aprendemos a contornar essa impulsividade e tentar o que é melhor para nós. E muitas vezes a impulsividade também se confunde com a ansiedade.

    ResponderEliminar