segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

You're (not) my Valentine

Quando alguém me diz que eu não dou importância ao amor está redondamente enganado. Eu dou, sim. Dou até muita. Por isso não sou de muitos amores. Não digo que hoje amo o Manel, amanha o António e depois o José. Não fico perdida apenas por um rol de palavras bonitas ou por meia dúzia de bons momentos. Não chamo de "meu amor" qualquer um que passe pela minha cama. E isto não é ser fria, é saber a importância que o amor tem e não querer falar dele em vão.

27 comentários:

  1. Também faço parte desse clã. E talvez por isso valorize tanto o amor.:)

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente o amor tende a perder o significado que tem devido a pessoas contrárias a ti. E, isso faz-me imensa confusão. Beijinho

    ResponderEliminar
  3. wise words :)
    é isso mesmo.*

    ResponderEliminar
  4. Mesmo! Acho que há pessoas que empregam a palavra amor a todos e mais alguns. Eu só chamei de amor a 2 homens na minha vida porque o sentia... Os restantes não passaram meras paixonetas e por isso não foram amores! Acho muito bem saber dar a importância devida ao amor.

    ResponderEliminar
  5. Sou exactamente igual a ti e adoro ser assim por tudo o que disseste e muito mais

    ResponderEliminar
  6. Ora. E isso é saber chamar as coisas pelos seus nomes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. amei ... :))
    e é assim mesmo que deve ser **

    ResponderEliminar
  8. Uma salva de palmas para este post! É isso mesmo. Fossem todas as pessoas como tu.

    ResponderEliminar
  9. É preciso encontrar o tal. Depois, dá-se tudo! :)

    ResponderEliminar
  10. Eu acho que quem é assim, é quem, realmente, dá valor ao amor. Não o banaliza.

    ResponderEliminar
  11. Gostei desta franqueza que pode chocar muitos, mas que a mim não me choca nada!
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  12. E é assim que deveria ser. Sempre!

    ResponderEliminar
  13. A mim faz-me sentido...
    A valorizar a palavra amor... é pena que muita gente a não valorize ...

    ResponderEliminar
  14. completamente... :)é dessas "friezas" que mais gosto de saber em alguém.

    ResponderEliminar
  15. Bah.. amor é só uma palavra.

    Que complicação... :|

    ResponderEliminar
  16. Tenho 38 anos e só tive um, os outros foram... outra coisa qq, mas não amor.

    ResponderEliminar
  17. Mai nada!!! Com a Ana ninguém faz farinha! ;)~

    ResponderEliminar
  18. Que bom Ana, breve, mas perfeito! Magnífico!

    ResponderEliminar
  19. Muito, muito bem dito (escrito)

    ResponderEliminar
  20. Tal e qual!
    Clap! Clap! Clap! Amei

    http://so_risoincognito.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  21. Sou igual a ti, no amor e sobretudo na amizade.

    ResponderEliminar
  22. Isso é ser coerente e ter respeito pelas pessoas... Muito bem visto... :)

    ResponderEliminar