quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Bye Bye Baby

E assim termina a maior história de amor da minha vida.
Sabia que era inevitável, que um dia ía ter de me separar dele. Sabia que não ía ser fácil, que me iria custar horrores, mas sempre achei que iria ter tempo para me preparar, para me ir despedindo dele aos poucos.
Mas não. Foi de repente. Hoje fiquei a saber que apenas me restam meia dúzia de dias na sua companhia. E já doi. Olho para ele e relembro cada momento vivido ao longo destes dezanove anos. E já sinto saudades.

Mas vai ter de ser. Nada é eterno. E vou ter de o deixar ir.
Vou tentar disfrutar ao máximo deste nosso último fim-de-semana juntos e depois... será a despedida. Outro virá ocupar o seu lugar, é um facto, mas este será sempre o meu menino do coração.

Opá, estou triste...

:-)

28 comentários:

  1. uma pessoa apega-se às coisas e depois é isto! complicado, muito complicado.

    ResponderEliminar
  2. Deixa-me adivinhar... o boguinhas, certo?
    :D

    Por quem o trocaste, vá, confessa-te!

    ResponderEliminar
  3. Afectado:

    É terrível! Nunca pensei...

    ResponderEliminar
  4. Mel:

    Simmmmm , o meu boguinhas lindo... snif, snif:(

    Não quero falar do outro, ainda é cedo, tudo isto é muito recente...

    :-)

    ResponderEliminar
  5. Ana,
    tenho estado tão ausente do teu cantinho que quando li o título do post julguei que estarias a referir-te ao blogue.
    Ufa! Afinal é sobre o monte de chapa, plástico e borracha. ;))
    Beijo

    ResponderEliminar
  6. JP:

    Ai que insensível... isso é forma de te referires ao meu calhambeque?

    :-)

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. minha linda... nós apegamo-nos a tudo e depois...

    e depois é dificil mas... cabeça erguida... vais conseguir ultrapassar :)

    ResponderEliminar
  8. Eu Mesma:

    Somos umas sentimentalóides, é o que é!:-)

    Que remédio...!

    ResponderEliminar
  9. E que amor foi esse que demorou tanto tempo? Tem marca e modelo?

    É até injusto não "botares" aqui esse dado... merecido há muito tempo. Ele ia gostar, não achas?

    *

    ResponderEliminar
  10. Tanta lamechice só podia ser pelo carro! :D Deixa lá, rapariga, vem um novo, cheio de vida e energia para te animar.

    ResponderEliminar
  11. Pelo menos o outro que dure tanto tempo como esse :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Allie:

    Claro! Achas que diria o mesmo de outra coisa qualquer?:-)

    ResponderEliminar
  13. Cusca:

    Não vai durar não. Até porque o próximo será mais ou menos provisório...

    beijos

    ResponderEliminar
  14. Ola!!!

    È dificil por vezes nos separarmos de algumas coisas!!

    Mas vais ter um boguinhas novo é tambem é bom quando compramos algo novo!!!

    Bjokas

    ResponderEliminar
  15. Ana,
    Tudo na vida tem um fim, não é?
    Acabaste por o ter que mandar para o "asílo", e por o substituires por outro...
    A vida é assim...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. Venho aqui deixar o meu protesto.
    Só isso...

    :(

    ResponderEliminar
  17. Ora, porque nunca mais escreveste nada e porque não deste seguimento a esta história.

    Vens aqui aguçar a curiosidade e depois... nada!

    :(

    ResponderEliminar
  18. Miguel:

    Bom, escrever já escrevi hoje:-)

    E esta história não tem seguimento. O carrinho já foi á vidinha dele, já tenho outro e "viveram todos muito felizes".

    :-)

    ResponderEliminar
  19. lol nao tinha percebido o k era.. deixa la.. ade vir um mlh
    ==)

    Bjoka

    ResponderEliminar
  20. LOL!!!!!!

    E aguentou 19 anos nas tuas mãos??!??!

    Deves ser muito carinhosa...

    ;)

    É obra!!!
    Sem duvida, mereces cada fatia daquele bolo. LOL!!!

    Beijinho (mt merecido!!!)

    ResponderEliminar
  21. Miguel:

    E ainda aguentava mais 2 ou 3 anos, sem problemas! Até porque... ainda vai ter outro dono, vê lá!

    beijinho

    ResponderEliminar
  22. Deixa-me adivinhar:

    vendeste por 12 euros!

    :)))))


    Coitado!
    Comprou uma despesa!

    :P

    Não era melhor para ti teres dado o carro para abate e comprado um novo?

    ResponderEliminar
  23. Miguel:

    Ainda rendeu bem mais que isso!:-)
    O carro está em muito boas condições, nunca deu problemas (tirando a parte eléctrica), e tem muito poucos kilometros em relação aos anos que tem. Eu andei alguns anos com carro da empresa, logo aquele acabou por ser muito poupado.

    Quem o comprou conhece-o desde que veio para as minhas mãos e sabe em que condições está.

    Quanto ao abate, não era uma opção, porque se não o tivesse vendido, teria ficado com ele como "carro de reserva para alguma eventualidade".

    ResponderEliminar
  24. Gosto do conceito de "carro de reserva para alguma eventualidade".

    :)

    Tenho um desses com 15 anos.
    Vai também servir para a minha filhota aprender, daqui a uns 2 anitos...

    Pronto, está satisfeita a minha (sordida) curiosidade.
    Confesso que me surpreendeste. Mais ou menos, vá! Porque já espero tudo desse lado.
    (tudo no bom sentido)

    Vamos então deixar este post em paz e massacrar outro...

    ResponderEliminar